nintendo-nx-render

Há quem diga que sim.

A surpreendente informação que o Nintendo NX pode contar com cartuchos chega da Macronix, empresa que tradicionalmente fornece chips ROM para os japoneses. Havia uma certa suspeita que Nintendo poderia abandonar o uso de discos óticos no seu futuro console, mas a favor do download digital e não da volta dos cartuchos ou cartões de memória.

Mas de acordo com a Macronix, a Nintendo estaria testando uma nova linha de chips ROM fabricados em processo de 32 nanômetros. E tudo indica que seria para alimentar o Nintendo NX com cartuchos (ou cartões de memória), uma vez que as utilizadas no atual Nintendo 3DS são de padrões diferentes (75 nanômetros, com até 8 GB de capacidade), insuficientes para incluir o conteúdo dos jogos de terceiros que devem ser suportados pelo novo console.

A Macronix é quem mais teria a ganhar com essa decisão, esperando um aumento de vendas de chips na sua apresentação de resultados, o que confirmaria a informação. Vale lembrar que a Sony mudou os meios óticos do PSP para pequenos cartões de memória flash no PS Vita, mas mais uma vez estamos falando de consoles portáteis.

É difícil imaginar uma volta para os cartuchos a essa altura do campeonato. Com tantas alternativas mais viáveis e condizentes com a tecnologia que temos hoje, por que a Nintendo iria adotar um formato físico mais caro? A relação custo-benefício (no que se refere à qualidade final dos jogos) se paga tanto assim?

De qualquer forma… você se imagina disposto a voltar a soprar cartuchos de videogames? Convenhamos: essa parte do processo é bem legal, vai…

Via Fudzilla