nintendo-mario

A comunidade de gamers terá uma importância vital no futuro da Nintendo no mercado mobile. Em maio, eles anunciaram sua entrada nesse segmento, através da DeNA, empresa japonesa que eles adquiriram parcialmente, e que alcançaram um relativo sucesso com recentes lançamentos.

Shintaro Asako, CEO da DeNA West, deu uma entrevista para o site A List Daily, e enumerou alguns motivos que os leva a crer que o futuro da Nintendo no mercado mobile é muito promissor. E o mais importante deles é justamente a comunidade que é fã da marca: milhões de usuários fieis que certamente vão querer testar esses lançamentos, seja em formato premium ou em modo pago.

Asako afirma que esses fãs que são capazes de gastar US$ 200 ou mais por um console (entre 150 e 200 milhões de pessoas ao redor do mundo), se eles gastarem US$ 1 por mês, já pode gerar um bom lucro para a DeNA e Nintendo. E eles não levam em consideração os ‘novos’ usuários e os gamers menos fanáticos. Ele também afirma que o usuário que compra os dispositivos da Nintendo também é um grande consumidor dos itens adicionais, gastando até US$ 100 por ano em média.

Somando tudo isso, o potencial de capitalização da Nintendo (de acordo com Asako) é mais do que o dobro que o Candy Crush tem hoje.

É claro que a Nintendo tem muito a provar nessa jornada. É preciso saber se a qualidade dos jogos ficará à altura do mercado, e como eles vão fazer essa transição do console para o mobile, cujos mercados são bem diferentes. A base de usuários eles já possuem. A tradição e a história, também. Logo, não deve ser difícil para eles se posicionarem como um dos desenvolvedores mais bem sucedidos do mercado.

Por outro lado, vamos ficar atentos para ver como esse trabalho influencia nas plataformas móveis diante do seu negócio tradicional de consoles, categoria de produto que, em breve, vai receber um novo modelo: o Nintendo DX.

Via A List Daily