nexus-7.jpg

A novela do Nexus 7 no Brasil continua. O site iG Tecnologia falou hoje (02) sobre o assunto, e confirma aquilo que já tinha sido antecipado internamente por fontes envolvidas com a questão: o Nexus 7 só não chegou ao mercado brasileiro porque existe uma “queda de braço” entre Google e Asus no principal quesito da proposta do produto, e um dos fatores decisivos para o consumidor brasileiro na hora da compra: o preço.

Google e Asus não falam sobre o assunto, mas o iG apurou informações que a Asus chegou a importar lotes do Nexus 7 para o Brasil, mas não lançou o produto porque não chegou em um acordo com o Google em relação ao preço. O Google deu a sua versão dos fatos durante o lançamento do Nexus 4 no Brasil, dizendo que “erraram na estratégia” do Nexus 7 no país, alegando um “desencontro de informações” com a Asus. Por outro lado, a história parece não ser bem essa.

Na ocasião do evento da Asus (onde o tablet Asus MeMo Pad foi apresentado), recebemos informações de fontes envolvidas no assunto que reforçam o que foi publicado pelo iG hoje. A Asus do Brasil queria que o Google aplicasse o seu subsídio para que o valor do produto fosse reduzido em nosso mercado, porém, o pessoal de Mountain View se manteve irredutível sobre a questão. Lembrando: o Nexus 7 inicialmente seria importado (diferente do Nexus 4, que será fabricado localmente pela LG do Brasil), o que torna o processo ainda mais complicado, com todas as taxas de importação e comercialização aplicadas pelo governo brasileiro, que tão bem conhecemos.

nexus7-ml.jpg

A imagem acima? Um grande erro. Erro do Google, que alega que foi uma “falha de comunicação entre o Google e o seu parceiro”, e Hugo Barra, vice-presidente global do Android, trata o assunto como um “pseudolançamento”. Apesar de alguns e-commerces terem disponibilizado o Nexus 7 para venda, os seus compradores jamais receberão os produtos (se é que chegaram a comprar). Segundo o Magazine Luiza, nenhuma unidade foi vendida, pois o produto foi anunciado no dia 23 de janeiro de 2013, e foi retirado do seu site no mesmo dia. Um lote de unidades do Nexus 7 que chegou ao Brasil foi recolhido, e não há previsão de quando o produto efetivamente será vendido pelo seu site.

Um item que entra em discordância com as informações coletadas pelo iG é o dado que apenas o Magazine Luiza disponibilizou o Nexus 7 para compra. Não é bem assim. No post que fizemos no dia 23/01/2013 (nós fomos um dos primeiros blogs a falar sobre o assunto), destacamos que outras lojas virtuais, como a FNAC e as Lojas MM.com também chegaram a divulgar o tablet como “lançamento” (clique aqui para ler). A imagem abaixo comprova o que estamos falando.

nexus7-lomm.jpg

Durante o evento de lançamento do Nexus 4, o Google não confirma o cancelamento das vendas do Nexus 7 no Brasil. Só afirma que “não tem previsão para lançamento”. Porém, a essa altura dos acontecimentos, não podemos excluir tal possibilidade. Diante desse cenário, a Asus mudou a sua estratégia no Brasil, anunciando o modelo MeMo Pad ME172V, que tem a mesma aparência e conceito do Nexus 7, mas com especificações técnicas bem mais limitadas que o tablet do Google (clique aqui para ler). Por outro lado, o MeMo Pad está mais próximo da proposta de tablet econômico que eles queriam introduzir no mercado brasileiro, o que pode fazer com que a fabricante “esqueça” (em partes) de lançar o Nexus 7 a curto prazo.

Outro ponto desfavorável para a chegada do Nexus 7 no Brasil é a possível chegada do Asus Vivo Pad, tablet com Windwos 8, que deve chegar ao nosso mercado nos próximos meses. Mas, veja bem: em nenhum momento estou afirmando que a Asus desistiu do Nexus 7, ou que eles não querem mais lançar o produto no Brasil. Só estou afirmando que a postergação do lançamento pode ser reflexo dessa mudanças de estratégia da Asus no Brasil. Enquanto isso, eles trabalham paralelamente junto ao Google, brigando pela redução do preço do produto no Brasil.

De fato, um Nexus 7 no Brasil a R$ 1.299 é algo inviável. Por melhor que o seu hardware seja, ele foge do seu propósito principal, que é oferecer um tablet com bom preço e ótimas especificações técnicas, que é a combinação perfeita para disputar com o peixe grande no mercado, o iPad. Com o Nexus 7 custando o mesmo que um iPad 2, para a maioria dos consumidores em potencial, o produto não tem apelo suficiente para que seja a primeira escolha, e a Apple vai levar vantagem nesse aspecto.

Quanto à você, amigo leitor, mais uma vez eu digo: ou você espera (deitado), ou você corre atrás para comprar nos “mercados alternativos”. Pelos indícios, não temos um cenário muito animador, e não há perspectivas para uma solução a curto prazo. Se bem que, na minha opinião, Google e Asus perdem uma extraordinária oportunidade de pegar de assalto o mercado brasileiro de tablets. Afinal de contas, os modelos vigentes do iPad continuam com preços elevados, o iPad Mini não tem nem previsão de chegar ao Brasil, e o Nexus 7 por um preço mais convidativo seria um golpe de mestre para dominar um mercado que ainda está em crescimento.

 

Com informações do iG Tecnologia e Tecnoblog