netflix

 

Os DVRs, equipamentos que permitem gravar a programação da televisão, é uma alternativa para quem quer montar a sua própria grade, e assumir o controle dos seus próprios horários. Porém, é um formato que começa a entrar em desuso nos Estados Unidos, e a “culpada” é a Netflix.

Segundo um recente estudo da Leichman Research, 54% dos lares norte-americanos contam hoje com uma conexão à Netflix, dando assim a liberdade de consumo televisivo, contra 53% dos lares contando com um dispositivo de DVR para gravação de conteúdos.

A vantagem do serviço de streaming é que o usuário pode ver o conteúdo em qualquer lugar, diferente do DVR que, na maioria das vezes, só permite a sua visualização na residência.

Os dados mostram como o streaming está ganhando terreno rapidamente. Hoje, 23% dos adultos norte-americanos consomem diariamente algum conteúdo da Netflix, um aumento considerável em relação aos 6% registrados em 2011. Além disso, 64% dos entrevistados afirmam ter uma assinatura de algum serviço de vídeo por streaming (Netflix, Amazon Prime Video, HBO e/ou Hulu).

Por fim, 20% dos assinantes da Netflix compartilham sua senha com outros usuários, dividindo assim a conta entre várias pessoas para que o valor fique ainda mais baixo para todos. Isso é muito comum em todos os países, mas não sabemos em qual porcentagem as pessoas fazem isso.