Netflix

 

A Netflix pode dar o primeiro grande passo para mudar de uma vez por todas como as produções televisivas e cinematográficas encaram os smartphones. A ideia aqui é adentrar em um terreno onde nesse momento o YouTube domina.

As “Mobile Cuts” podem estar a caminho. O plano aqui é a reedição do seu conteúdo proprietário, e não distribuído por terceiros, para uma adaptação desse conteúdo para as telas dos smartphones. Não são ajustes em função do formato de tela, resolução ou proporção, mas sim edições especiais, no estilo “versão do diretor”.

Neil Hunt, CEO da Netflix, fala sobre a possibilidade de realizar diferentes edições par ao mesmo arquivo de vídeo, e destaca que os planos é que esse novo formato chegue nos próximos anos, se aproveitando das características já exploradas nos smartphones, como o HDR que as telas que chegarão ao mercado devem aproveitar.

A ideia é ter versões específicas de suas séries e filmes para smartphones, montando cenas alternativas, novos enquadramentos e até um conteúdo exclusivo, melhorando a experiência imersiva no dispositivo móvel, diferente do que vemos nas TVs tradicionais.

Hunt deixa claro que “as telas móveis são o dispositivo majoritário de consumo” nesse momento. Logo, criar versões específicas de séries e filmes para as telas dos smartphones não é algo absolutamente descabido. Podemos ver no futuro uma nova revolução do cinema, quem sabe iniciada pela Netflix.

Veremos o que pode acontecer. Se o serviço de streaming já revolucionou a TV, que dirá o que pode fazer pelo cinema…

 

Via The Verge