globo de ouro

 

A televisão, tal e como conhecemos, está morrendo. Muitos hoje só assistem alguns conteúdos ao vivo e eventos esportivos. Por outro lado, a produção de conteúdo sob demanda está no seu auge. A prova disso? As indicações acumuladas por Netflix, Amazon e HBO para o Globo de Ouro 2017.

Nada menos que 70% das indicações para o Golden Globes 2017. ficaram acumuladas nas três empresas. E este é um reconhecimento mais que merecido, ainda mais agora que a HBO aprendeu a lição, e começa a flexibilizar a oferta do HBO GO em escala global.

Séries como Westworld e Stranger Things receberam várias indicações (inclusive na categoria Melhor Série Dramática). Não só isso: nessa categoria, da TV tradicional, só temos como indicada This Is Us (NBC).

Sendo assim, sete de cada dez indicações ao Globo de Ouro estão relacionadas de alguma forma aos serviços de streaming. Logo, podemos dizer que o futuro da TV é agora.

Nesse momento, as maiores superproduções (como Westworld) contam com um elenco fora do normal, ao mesmo tempo, temos Christian Slater indicado como melhor ator por Mr. Robot, Lena Hadley indicada como melhor atriz por Game of Thrones, e outros nomes muito expressivos e de talento.

As produções recebem mais e mais qualidade, e o público está respondendo a isso. Já que o mundo das séries formam uma parte importante de nossas vidas.