surface-pro-4-ifixit

A Microsoft fez um trabalho incrível com o novo Surface Pro 4, mas parece que debaixo daquela carcaça se esconde uma montagem que o usuário nunca poderá manejar com suas próprias mãos. O iFixit desmontou o dispositivo, e o resultado do processo é preocupante.

Para começar, chegar nas entranhas do novo Surface Pro 4 exige a remoção da tela, e isso exige descolar o adesivo que une a tela ao chassi. É um trabalho complexo, mas parece que dessa vez a cola não oferece tanta resistência como nos modelos anteriores.

Além disso, se utilizam conectores não habituais, e isso complica a retirada dos parafusos e fixadores. A bateria não é soldada, mas a cola que a prende é muito forte, e exige uma certa força para ser retirada (além de aplicar um pouco de calor). A única peça que pode ser trocada sem problemas (isso é, se você conseguir acessar o seu interior) será a SSD, que pode ser facilmente substituída.

Em resumo: estamos diante de um produto que perde facilidades de reparação a favor de um design mais compacto e moderno. Outra coisa: não deixe o Surface Pro 4 cair, já que o cristal está soldado na tela, e se ela quebrar terá que trocar os dois componentes.

Para ver o processo de desmontagem do Surface Pro 4 na íntegra, acesse o post do iFixit.