650_1000_starbucks-moviles

A Starbucks mostra o caminho que Google e Apple devem seguir no segmento de pagamentos móveis. Eles contam com um aplicativo próprio que permite que seus clientes paguem pelos seus produtos com um simples passar de smartphone nas TPVs especialmente adaptadas para as lojas da rede.

A estratégia da Starbucks parece dar resultado: no primeiro trimestre fiscal de 2015 (encerrado no dia 28 de dezembro de 2014) , a empresa afirmou ter mais de 13 milhões de usuários do seu aplicativo nos Estados Unidos, que foram responsáveis por 16% das transações ou pagamentos realizados por seus smartphones.

Os cartões de crédito virtuais associados aos aplicativos móveis são uma das principais referências para o CEO da Starbucks, Howard Schultz, que fez com que essa tecnologia se tornasse uma prioridade absoluta. E ele não esboça ceder para sistemas como o Apple Pay, que pareceu ter um início interessante, mas não é tão popular como o aplicativo da Starbucks para esse mesmo propósito dentro dos seus estabelecimentos.

Além disso, o aplicativo funciona por conta das recompensas que os usuários podem obter ao realizar pagamentos com o smartphone: bebidas grátis e merchandising atraem os clientes, e esses pequenos presentes convenceram quase um milhão de novos usuários do aplicativo em apenas um trimestre.

As vantagens para a Starbucks são óbvias: menos tempo para pagamento dos serviços, o que simplifica a vida de todos. Se o Apple Pay ou o Google Wallet querem alcançar o mesmo sucesso, terão que parar para tomar um café. No mínimo isso.

Via Forbes