Alex Lovell escapou da morte, depois que sua namorada tentou assassiná-lo com uma katana, tudo porque ele passava até 13 horas por dia jogando PUBG, o que fez com que “curiosamente” a sua vontade de fazer sexo com ela simplesmente desaparecesse.

Lovell alegava que o game “o deixava exausto e sem libido”. Sua namorada não acreditou nisso, e pensou que ele estava a traindo com outra mulher. E não deu outra: ela encontrou rastros de cabelo vermelho na cama de Alex, e descobriu que o rapaz instalou o Tinder no seu smartphone. Então, não teve dúvidas: comprou uma katana para matá-lo.

Emily Javier também comprou um par de facas, e escondeu o telefone de Alex para que ele não pudesse pedir ajuda. Porém, ela falhou na tentativa de assassinato, pois não contava com as habilidades de Lovell.

E, por incrível que pareça, foi o regime de treinamento em PUBG que salvou sua vida. Exercícios de mãos, ombros e movimentos especiais que ele praticava todos os dias foram essenciais. Sem falar nos vários filmes de artes marciais que ele assistiu.

 

 

Emily teve um momento de dúvida sobre o que estava fazendo ao ver a dor no rosto do rapaz, e ligou para o 911 depois que ele implorou por ajuda. Lowell quase perdeu três dedos, e ficou com feridas profundas por todo o corpo, especialmente nos pés e nas pernas.

Pelo visto, os dias de treinamento para ser o melhor em PUBG ficaram para trás, e Lovell terá que se submeter a um tratamento para voltar a usar suas mãos.

Agora, Emily é formalmente acusada de tentativa de assassinato, e aguarda julgamento para o mês de maio. Lovell não guarda rancores e afirma que ela salvou sua vida, e isso deve valer alguma coisa no julgamento que ela vai enfrentar.

 

Via BuzzFeed, Oregon Live