aeroportos

 

Os aeroportos australianos começaram a utilizar sistemas de reconhecimento facial, de íris e de digital, permitindo aos passageiros acessar todas as áreas e sair do aeroporto sem precisar mostrar seu passaporte ou interagir com qualquer pessoa.

O projeto Seamless Traveler tem como objetivo permitir que esse tipo de controle sejam bem mais simples e automatizados, de modo que os controles pessoais se concentrem exclusivamente nos passageiros considerados de alto risco.

O sistema parece coisa de um filme, e um sonho para quem não suporta as longas filas em aeroportos.

Porém, precisa vencer muitos obstáculos técnicos. Não há um sistema global que solucione as necessidades dos aeroportos australianos, e o Departamento de Imigração e Proteção de Fronteira do país revela que há um concurso onde empresas especializadas podem oferecer soluções para o projeto.

O sistema pode ser a evolução perfeita das SmartGates, postos onde os passageiros podem escanear seus passaportes eletrônicos. Uma das possíveis implementações faria com que os passageiros passem por corredores onde diversos sensores e câmeras aplicariam os sistemas biométricos.

O debate sobre a privacidade pode ser um obstáculo para a proposta, mas o governo australiano já aprovou uma lei em 2015 que permite a coleta de dados biométricos dos cidadãos e estrangeiros (incluindo menores de idade) nos aeroportos.

A fase piloto vai começar em um aeroporto em Canberra em julho, e o objetivo é implantá-lo em todos os aeroportos internacionais antes de março de 2019.

 

Via Endadget, MIBP