xwindows-8.1-capturas-00

A Microsoft foi uma das primeiras gigantes a revelar as sua novidades na Mobile World Congress 2014, e apesar de ser um evento de mobilidade, a empresa revelou mais novidades sobre o Windows 8.1 Update, a sua atualização do software para os desktops.

O update, que será lançado no segundo trimestre de 2014, visa melhorar algumas funcionalidades e adicionar novidades ao sistema operacional. A maioria das mudanças se centram na interface, para oferecer novas possibilidades ou melhorias às já existentes.

A Microsoft promete se centrar nas telas touch, já que 40% dos dispositivos vendidos com Windows possuem telas sensíveis ao toque. Eles conseguiram melhorar essa experiência do Windows 7 para o Windows 8, mas isso ainda parece ser insuficiente para convencer os consumidores.

Uma importante novidade do Windows 8.1 Update 1 é a possibilidade do sistema ser executado em máquinas mais modestas e baratas, exigindo apenas 1 GB de RAM e 16 GB de armazenamento para funcionar. Esta novidade é uma continuação do que foi visto no Windows 8.1, e reitera o interesse da Microsoft em reduzir os requisitos mínimos ao máximo, para atrapalhar a expansão dos dispositivos com Android e iOS (nos tablets) e do Chrome OS (nos notebooks).

Ao mesmo tempo, a Microsoft garante a compatibilidade com as máquinas com os processadores Intel Bay Trail, que chegaram ao mercado nos últimos meses, e possuem características técnicas próximas aos dispositivos baseados nos chipsests ARM.

Também foi confirmado que o Windows 8.1 Update 1 vai contar com um novo inicializador de aplicativos, assim como um sistema de encerramento de apps atualizado, e uma interface redesenhada para que os usuários com máquinas sem telas touch se sintam mais confortáveis ao utilizar os apps metro a partir da área de trabalho tradicional. Vazamentos anteriores já indicavam que os aplicativos Metro poderiam ser fechados a partir de um clique no canto superior, sem a necessidade de realizar um movimento de cima para baixo. Da mesma forma, os aplicativos Metro ficarão disponíveis na barra de tarefas, para que possam ser acionados a partir do desktop.

Uma última novidade: a emulação do Internet Explorer 8 para o Internet Explorer 11, especialmente implementada para as aplicações empresarias, uma vez que muitos ainda utilizam a tecnologia do antigo navegador da Microsoft.

Todas essas novidades são muito teóricas, uma vez que a Microsoft não fez nenhuma demonstração da interface no evento. Porém, eles garantem que estão preparando uma maior interação do sistema com os diferentes modos de uso. Vamos ter que esperar pelo menos até abril (na BUILD Conference) para conferir como tudo isso funciona.

Via Genbeta