Conforme prometido, agora apresentamos o que aconteceu na parte em que a Intel participou da conferência da Nokia, na Mobile World Congress 2010, em Barcelona.

Kai Oistamo, vice presidente de dispositivos Nokia, e Renee James, VP de software da Intel, sobem ao palco para fazerem um anúncio significativo entre Nokia e Intel. Eles dizem que é um privilégio estar em uma parceria, que une o que há de melhor e mais brilhante entre Nokia e Intel. E o evento iria servir para mostrar os resultados desta união.

Eles começam com o MeeGo, que é um projeto Open Source Linux. Um misto entre Maemo e o Moblin. O sistema vai combinar multitarefa e multimídia. Uma vez que o MeeGo pode funcionar em múltiplos dispositivos, os usuários poderão acessar seus aplicativos pelo seu telefone ou qualquer outro hardware suportável. A união do Moblin com o Maemo abrirá os dois sistemas para os desenvolvedores, para que possa ser oferecido o melhor de cada um deles. Para os programadores que quiserem colaborar com este projeto, basta acessar o www.meego.com para obter mais detalhes.

A Ovi Store será o local para o download de programas do sistema MeeGo. Eles querem ir além das fronteiras dos smartphones e netbooks, uma vez que o Meego será diferenciado, pois serviços e aplicativos podem ser promovidos facilmente dentro da própria atividade da Ovi Store. Para o hardware, o MeeGo não vai fazer distinções entre as arquiteturas de hardware, muito menos com seus fabricantes, de modo que todo mundo terá acesso à esta plataforma. Existem hoje 17 sócios da Moblin que já estão trabalhando em portar seus aplicativos para o MeeGo.

O MeeGo permitirá o desenvolvimento cruzado de aplicações. Estará disponível no segundo trimestre de 2010, e o novo sistema vai coexistir em conjunto com o Symbian. A Nokia afirma que o MeeGo é a plataforma do futuro, e suas possibilidades são infinitas.

Informam também que a próxima versão do Maemo será 100% compatível com o MeeGo, e é isso que devemos esperar dos próximos produtos da Nokia. Todo o software será Open Source, e estará disponível em sua totalidade no segundo trimestre. Por enquanto, fala-se só de software, mas com certeza, esta parceria se aprofundará para o hardware.

A tendência é que vários dispositivos, de diversos fabricantes contem com o MeeGo, e não apenas a Nokia. Todos os aplicativos do Moblin serão compatíveis. Em outras palavras, o Moblin e o Maemo serão uma mesma plataforma. O MeeGo suportará múltiplas arquiteturas. O Maemo 6 será MeeGo. Não sabemos ainda se a Nokia mudará o nome do produto ou manterá como Maemo 6. O projeto do MeeGo é apoiado pela Fundação Linux.

E a conferência se encerra.

Fiquem ligados: ainda hoje, teremos mais detalhes sobre o MeeGo aqui, no TargetHD.net.

Fonte