A Apple recebeu o apoio formal de um bom número de gigantes de tecnologia em sua disputa legal contra a Qualcomm.

A Associação da Indústria de Computadores e Comunicações, da qual fazem parte empresas como Samsung, Intel, Google, Amazon e outras, comunicou à Comissão de Comércio Internacional dos Estados Unidos que uma proibição das importações do iPhone prejudicaria os consumidores.

O grupo se opõe à petição de proibir a importação do iPhone com chips de modem da Intel, tal e como pede a Qualcomm, já que isso causaria “graves problemas” ao fornecimento dos smartphones, prejudicando os consumidores e elevando os preços.

Se a proibição seguir adiante, a Qualcomm poderá utilizar o seu poder de monopólio para aumentar o preço dos dispositivos dos consumidores. Aqui, o que está em jogo é “a disponibilidade do iPhone e outros smartphones com os melhores preços”.

A Apple não faz parte dessa associação, que ainda é formada por Facebook, Uber, Netflix e outras gigantes.

A Qualcomm apresentou uma denúncia pelo descumprimento de patentes contra a Apple, e pede aos reguladores norte-americanos que investiguem quais modelos do iPhone utilizam modems da Intel, suspendendo a venda desses dispositivos, sob a alegação que eles utilizam tecnologias que violam as patentes da Qualcomm.

 

Via Reuters