zte-open-c-firefox-os-1400

A Mozilla lançou o seu sistema operacional Firefox OS com a ideia de oferecer uma plataforma aberta, baseada na web, onde qualquer um poderia fazer o que quisesse com ela. Mas tudo indica que a ideia não funcionou como esperado, já que a fundação anunciou que deixará de oferecer smartphones com Firefox OS para as operadoras, mas vai seguir experimentando com o software em outro tipo de dispositivos inteligentes.

A Mozilla explica que sua equipe “não poderá oferecer a melhor experiência de usuário possível em um smartphone”. O movimento é uma grande perda, mas era mais que esperado. O Firefox OS dominava escassos mercados (basicamente África e América do Sul), sem ser especialmente popular. Sua principal base, os preços muito baixos, rapidamente foi eclipsada pela aparição de smartphones Android de menos de US$ 100.

Seus princípios baseados na web também não chegaram a funcionar, e apesar de apresentar melhoras em certos aspectos, nunca puderam alcançar a concorrência. Oferecia poucas funções e era lento, sem falar na maioria dos desenvolvedores de aplicativos não encontrarem no Firefox OS o interesse necessário quando um web móvel oferecia mais do que o suficiente.

Por fim, manter tantas frentes abertas não é bom para a empresa, e precisamente por isso eles estão reduzindo alguns dos seus projetos mais essenciais. No caso do Thunderbird, a Mozilla busca hoje alguém interessado em assumir o controle do aplicativo, e no caso do Firefox OS, será um peso a menos para que eles possam se concentrar nos navegadores, bloqueadores de publicidade e outros aspectos mais importantes para a empresa.

Via TechCrunch