moto-z-force

A Lenovo anunciou oficialmente os seus novos smartphones top de linha (ou os novos tops de linha da Motorola), na linha Moto Z, abandonando oficialmente o termo Moto X, que era utilizado até agora para batizar os seus smartphones mais completos. Os novos Moto Z  e Moto Z Force não mudam apenas no nome. Recebem um perfil técnico vitaminado e um design ultrafino que não passa desapercebido.

Os vazamentos, mais uma vez, foram precisos, e todos os dados técnicos já eram conhecidos. Os smartphones chegam acompanhados de uma boa gama de acessórios, os MotoMods, que são módulos traseiros que ampliam suas funções.

Se algo chama a atenção no Moto Z é o seu design. O novo top de linha da Motorola possui um chassi ultrafino de apenas 5.2 milímetros de espessura. Resta saber como isso afeta sua autonomia de bateria. De qualquer forma, o modelo é também resistente à gotas de água (nada de mergulhos com ele).

Moto-Z-2016-01

O Moto Z possui uma tela de AMOLED de 5.5 polegadas (Quad HD, 543 ppp). É um modelo 0,2 polegadas menor em relação ao Moto X Style, que contava com a mesma resolução de tela. O sensor de digitais, uma carência da geração anterior, está de volta.

Os vazamentos confirmaram também a presença do processador Qualcomm Snapdragon 820 com GPU Adreno 530. O chip trabalha em conjunto com 4 GB de RAM e 64 GB de armazenamento, expansíveis via microSD de até 2 TB. Nas câmeras, o Moto Z recebe um sensor traseiro de 13 MP com estabilizador ótico e foco a laser. O sensor frontal possui 5 MP de resolução, com lente grande angular e flash LED. A Lenovo garante que a bateria desse smartphone aguenta um dia completo de uso sem recarga, que pode ser feita pelo modo TurboPower, obtendo assim sete horas de autonomia com apenas 15 minutos de recarga.

Moto-Z-2016-03

O Moto Z chega acompanhado de uma coleção de acessórios, o MotoMods. Eles ampliam as possibilidades de uso do dispositivo e lembra os Friends do LG G5, com a diferença que os Mods se acoplam à carcaça traseira, como se fossem intercambiáveis.

Mas os MotoMods vão além de oferecerem um diferencial no seu design. Eles se conectam à porta traseira do Moto Z e oferecem funções adicionais como integrar um alto-falante JBL SoundBoost, ou o micro-projetor Insta-Share, que se transforma em uma tela de até 70 polegadas.

Moto-Z-2016-02

A baixa espessura tem um preço, e um dos MotoMods está destinado a ampliar a duração da bateria. Com o Power Pack (disponível em vários designs), a Lenovo garante até 20 horas de uso intensivo.

A Motorola leva os MotoMods a sério, e garante que eles serão compatíveis com futuras gerações da linha Moto Z. Além disso, a empresa abriu o Programa de Desenvolvedores para que a comunidade possa aproveitar o sistema e criar suas próprias ideias. Para fomentar a acolhida da proposta, o Lenovo Capital and Incubator Group vai oferecer US$ 1 milhão para a empresa ou desenvolvedor que inventar o melhor Moto Mod.

Além dos MotoMods, a Motorola também oferece as Style Shells, cases protetores que contam com finalidade totalmente estética. Teremos cases com materiais como madeira, couro e tela estampada.

Moto-Z-2016-04

O Moto Z chega ao mercado durante o verão norte-americano, em oferta exclusiva da operadora Verizon (como Moto Z Droid Edition), mas sem os MotoMods. Para o Moto Z normal e os novos acessórios, o lançamento só acontece em setembro. Preços dos smartphones e dos módulos não foram revelados.

Moto-Z-2016-05 Moto-Z-2016-06