650_1000_beats-lee

A Monster e seu CEO, Noel Lee, processaram a Beats e seus fundadores, Dr. Dre e Jimmy Iovine. Lee afirma que foi o responsável pela tecnologia utilizada pelos fones ‘Beats by Dr. Dre’, e acusa a empresa e a dupla de fraude por piratear essa tecnologia.

O processo foi registrado em uma Corte Judicial de San Mateo, Califórnia (EUA), e explica que os co-fundadores da Beats ocultaram o relevante papel que a Monster e Lee tiveram na hora de desenvolvere e implementar a tecnologia de sua família de fones de ouvido.

A Beats rompeu sua parceira com a Monster de forma fraudulenta no mesmo período em que a Beats deu por finalizada a sua relação comercial com a HTC. Um ano depois que Dr. Dre e Iovine recompraram essas participações, a Apple comprou a Beats por US$ 3 bilhões, e segundo Lee, a participação de 5% que eles tinham na empresa agora vale US$ 100 milhões.

Segundo o CEO da Monster, essas transações foram uma farsa que eles utilizaram para ‘exercer sua troca dos direitos de controle’, e os responsáveis da Beats forçaram essa ruptura. De acordo com o processo, a Beats não apenas conspirou para se livrar da Monster, como também prejudicou a reputação dessa empresa na hora de desenvolver produtos eletrônicos.

Via USA Today