terry-myerson-windows-10-mobile

 

A Microsoft mantém o seu compromisso total com o Windows 10 Mobile.

A decisão de limitar sua chegada a um número muito baixo de dispositivos, e o fato de apenas determinados modelos e especificações acessarem recursos como o Continuum custou caro para a Microsoft.

Mesmo assim, apesar do Windows 10 Mobile não ser uma prioridade para a empresa, isso não quer dizer que ele será abandonado. Pelo contrário.

De acordo com Terry Myerson, a empresa não pode dar as costas para dispositivos conectados e baseados em chips ARM.

De acordo com o executivo, uma vez que eles saírem desse setor, é muito difícil recomeçar. Logo, o Windows 10 Mobile se mantém como peça central na estratégia da Microsoft, pois permite que a empresa mantenha sua presença em um mercado essencial, tanto em curto como em longo prazo.

Vamos ver se as mudanças adotadas por eles renderão frutos nos próximos meses.

 

Via ZDNet