xbox-controller

Fontes próximas da Microsoft garante que veremos na próxima E3 2016 um novo modelo de Xbox One, menor e com maior capacidade de armazenamento. Seria o Xbox One Slim (ou Xbox One Mini) que normalmente a empresa lança depois de um tempo de lançamento do console principal. O novo console principal só chegaria em 2017, e tem o nome de código definido: Scorpio.

Este lançamento se traduziria em um novo modelo mais potente, com uma interessante peculiaridade: a parceria com a Oculus Rift, onde a realidade virtual seria o ponto forte desse modelo, competindo assim com a proposta da Sony e o PlayStation Neo, com as duas empresas apostando tudo nesse mercado. O mais curioso do assunto é que a Microsoft o separaria completamente do Hololens, apesar de tal decisão ser algo já imaginado, já que o conceito desse óculos de realidade aumentada é completamente diferente da proposta para o console de videogames.

Outro rumor envolvendo as novidades da Microsoft na E3 2016 aponta para o Xbox TV, um dispositivo de streaming que pode usar a função de jogos de forma remota do Windows 10 em qualquer TV ou tela de sua casa. Seria como um Chromecast, mas além de enviar áudio e vídeo, também transmitiria jogos ao vivo para outros cômodos da casa, dispensando o uso de um computador.

Brad Sams, editor executivo da Petri, afirmou durante um podcast especial que a Microsoft prepara o lançamento de dois modelos do Xbox TV durante a E3 2016. Um deles em formato stick, que se conectaria diretamente à porta HDMI do televisor, e o segundo seria mais potente, com a possibilidade de receber os seus próprios aplicativos e jogos casuais da Windows Store, com o objetivo de ser uma extensão do console e não apenas para replicar conteúdos, permitindo a operação de diversas funções e acessar o conteúdo armazenado no Xbox One.

Enfim, são rumores, mas muito assertivos. O que espanta é ver os fabricantes falarem de novos modelos de videogames enquanto a geração atual ainda tem muita vida útil no mercado. Os prejudicados são, obviamente, os usuários, que verão uma característica inovadora deixar o seu atual modelo ultrapassado. O mais preocupante disso é que o panorama pode ficar ainda pior, já que uma vez que os fabricantes obriguem a apresentar duas versões do mesmo jogo, os desenvolvedores podem com o passar do tempo priorizar as plataformas mais modernas.

De qualquer forma, a E3 2016 será mais movimentada do que imaginávamos.

Via Kotaku, The Verge, Tweak Town