Windows-10

A Microsoft fez um bom trabalho com o Windows 10, mas foi otimista demais ao anunciar que planejavam alcançar a marca de 1 bilhão de instalações do sistema operacional até 2018. A prova disso é que eles reconheceram que isso não será algo possível.

Com o fim da oferta de gratuidade do Windows 10, os números atuais de instalações, combinado com o crescimento do mercado mobile fizeram a Microsoft a rever o seu posicionamento inicial. Isso pode parecer uma má notícia, mas por outro lado, com apenas um ano de vida, o novo sistema operacional da empresa conseguiu superar a cota de mercado do Windows 8.1, o que indica um relativo sucesso para o software.

A evolução do Windows 10 nos próximos anos deve contribuir para consolidar o software no mercado, principalmente na sua concepção como serviço, o que implica a chegada de atualizações e melhorias constantes. Vale lembrar que a primeira grande atualização do sistema operacional chega ao mercado no dia 2 de agosto.

Via DvHardware