As coisas parecem ser bem claras: se a Microsoft não pode usar o nome Metro, ninguém mais pode usar. Bom, pelo menos na loja de aplicativos do sistema operacional vai funcionar assim.

Tal decisão acontece em um momento próximo ao lançamento de uma atualização nas regras que os desenvolvedores devem seguir para continuar criando os seus aplicativos para o Windows 8. De concreto, o software enviado para aprovação que usar a palavra proibida não receberá a “certificação” para a Windows Store.

A nova restrição poderia parecer fácil de se aceitar, porque é apenas uma palavra, algo que não parece ser muito difícil de se cumprir. Porém, já existem diversos aplicativos que recebem o nome Metro, e estavam praticamente prontos para serem lançados junto com o novo sistema operacional. Por exemplo, o MetroTwit, que é um software muito popular na Windows Store da versão de testes do Windows 8, que agora fatalmente vai ter que mudar o seu nome, arriscando perder o reconhecimento da marca.

Com isso, fica claro que em nenhum lugar de Redmond, nem mesmo nos seus arredores, está permitida a pronúncia da palavra “M*7r*”, com risco de pena capital para o infeliz que se esquecer dessa regra.

Via MSDN.com