microsoft

Em um passado não muito distante, o Google era o rei da internet, e a Microsoft, não. A gigante de Redmond sempre foi um dinossauro que não se rendia facilmente às reinvenções, e isso resultou na queda do Hotmail ou do Windows Messenger. Enquanto isso, o Gmail e as Google Apps dominaram a web. Porém, estamos em 2015, e as coisas mudaram um pouco.

Hoje, comparando as nuvens da Microsoft e da Google, elas estão em pé de igualdade. O Gmail está na frente do Outlook sim, mas a diferença não é tão grande como no passado. Os serviços não contam com grandes diferenciais, mas sim pequenos detalhes, onde a solução da Microsoft é bem decente para a maioria dos usuários.

Nesse aspecto, o principal diferencial está nas tarefas. Há mais opções (e melhores) no Google Tasks para dispositivos móveis, e a Microsoft ainda engatinha com a compra do Wunderlist, um dos melhores aplicativos de tarefas do mercado. Resta saber como eles vão integrá-lo aos seus serviços.

wunderlist

E o que dizer do Google Drive e do One Drive?

Ambos contam com 15 GB grátis iniciais, expansíveis a partir de 100 GB. O primeiro conta com o Google Docs, enquanto que o segundo possui o Office Online. Aqui, é difícil uma avaliação de forma geral, e a balança vai pender para os detalhes, preferências e necessidades particulares de cada usuário. E existem mais produtos que entram nesse equação.

Por exemplo, o Google Keep é uma boa solução para quem quer algo simples para anotações, mas perde para o OneNote, que em 2015 se tornou gratuito para todo mundo, com o objetivo de bater de frente com o Evernote. Por outro lado, o Google Fotos não tem concorrência no armazenamento, organização, busca e compartilhamento de fotos (tem uploads ilimitados para fotos ‘com boa qualidade’). O mesmo acontece para o Google Play Music em relação ao Groove Music, apesar de serviços de terceiros serem melhores.

O Skype e o Hangouts ficam mais parelhos do que a popularidade dos seus nomes dá a entender, e são alternativas de destaque, com especificações específicas para determinadas situações.

onenote

O que o Google está fazendo de errado para perder terreno para a Microsoft?

Nada.

A Microsoft é que está fazendo um bom trabalho. É claro que a gigante de Redmond não recebe o mesmo destaque por conta de tudo o que a empresa fez no passado no mundo do software. Sem falar que outro grande problema é que seu adversário é ninguém menos que a Google, uma gigante na internet, que segue como líder nas buscas e publicidade online.

Obviamente, ninguém precisa escolher exclusivamente entre Google ou Microsoft, já que os dois podem conviver harmonicamente. Porém, a comodidade e a ideia de escolher um ecossistema é bem tentadora. Mesmo assim, considere a possibilidade de usar os dois. Você só tem a ganhar.