lumia

A Microsoft externalizou os serviços de suporte dos smartphones Lumia para a empresa B2X. E esse pode ser mais um passo rumo ao fim da divisão de smartphones da empresa.

A Microsoft não é a primeira parceira da B2X. A empresa alemã também trabalha com Apple, Samsung e Lenovo. Porém, nesse caso, eles serão responsáveis pelo programa de suporte e atendimento ao cliente para smartphones Lumia em nível global.

Um aplicativo a ser lançado na Windows Store vai facilitar o diagnóstico de dispositivos e comunicação com a assistência técnica da B2X. A empresa alemã também vai introduzir o serviço Smartprotect, especificamente pensado nos modelos Lumia com menos de seis meses de uso.

O Smartprotect vai oferecer aos clientes Lumia uma extensão da garantia do fabricante combinado com um seguro para smartphones. O serviço pago tem plano anual, mas sem valores revelados. A Microsoft vai seguir atendendo os clientes Lumia com atualizações de firmware/sistema.

 

Lumia: mais morto do que vivo

Um anúncio oficial do fim da divisão de smartphones pode acontecer ainda em 2016. Satya Nadella já indicou para isso quando no começo do ano admitiu o fiasco da Nokia, anunciando “decisões dolorosas”, entre elas as demissões na divisão móvel.

Todo mundo sabe que a Microsoft tem um grande problema na divisão móvel. A linha Lumia representa 97% de todos os modelos com Windows Phone vendidos. A recuperação a médio prazo são os demais fabricantes apostarem no Windows 10 Mobile. Porém, eles são poucos.

Sobre o Surface Phone, os veículos especializados seguem divididos sobre sua viabilidade e necessidade.

Se seu destino é o grande mercado, temos ótimos modelos Lumia que não funcionam nas vendas. Se o seu destino é o mercado empresarial, a HP oferece o magnífico Elite x3.

Não será tão simples receber o sucesso do 2 em 1 Surface. A mudança de marca e estratégia pode ajudar, mas o mercado mobile é muito complicado.

Via Softpedia