surface-microsoft

Os tablets Surface da Microsoft já contam com algum tempo de mercado (lá fora; aqui no Brasil…). Os odis modelos funcionam com o Windows 8, em duas versões: uma com arquitetura ARM, desenvolvida para dispositivos móveis, e outra pensada para fins mais profissionais, com arquitetura x86. Porém, para a maioria das pessoas, isso pode ser confuso, principalmente na hora da escolha.

Por isso, a Microsoft decidiu fazer um vídeo para explicar qual modelo é o mais recomendado para cada tipo de usuário. Afinal de contas, não existe forma melhor de explicar alguma coisa para alguém que não seja pelo aspecto visual (a.k.a. desenhando). E é isso que o vídeo da Microsoft faz: desenha para os menos antenados quais são as principais diferenças entre os dois modelos.

De um modo geral, o Surface RT é um dispositivo para um uso mais casual. Conta com a versão do Windows RT e é ideal para leitura, receber e enviar e-mails, redes sociais, ver vídeos, navegar na internet, rodar alguns jogos e até mesmo trabalhar com as ferramentas mais populares do Microsoft Office. As principais características do Surface RT são o baixo peso e a autonomia de bateria maior.

Por outro lado, o Surface RT está limitado a instalar os aplicativos da loja do Windows Store, ficando com uma gama de aplicativos bem restrita. Ou seja, para quem busca um uso mais profissional com um tablet com Windows 8, a escolha a ser feita é, sem sombra de dúvidas, o Surface Pro.

O Surface Pro é baseado na arquitetura x86, e conta com a versão do sistema operacional Windows 8 Pro, permitindo assim a execução de qualquer tipo de aplicativo que utilizamos em nosso computador pessoa. A sua autonomia de bateria é menor, e o seu peso é maior que o Surface RT, já que o seu processador e componentes internos consomem bastante bateria, algo que naturalmente aumenta a espessura do dispositivo.

Porém, esse é o tablet ideal para aqueles usuários que necessitam de um computador completo em qualquer lugar, um propósito que esse dispositivo pode satisfazer sem maiores problemas. Principalmente para aqueles usuários que dependem do sistema Windows para exercer suas atividades.

Vídeo abaixo.