Windows-10

O Windows 10 vai incorporar novas opções avançadas de segurança e configuração, destinadas ao setor corporativo. E confirme se aproxima a data de lançamento do sistema operacional, a Microsoft vai revelando mais detalhes sobre essas funções.

Dessa vez, conhecemos o Device Guard, característica que oferece medidas de segurança tanto na parte de software como de hardware, que poderá determinar se a assinatura digital de algum programa é confiável ou não. Com esse recurso, as empresas serão capazes de bloquear os dispositivos e fazer com que só possam ser instalados softwares previamente aprovados.

Não é uma ideia 100% nova. Mesmo assim, a Microsoft insiste que através da integração das tecnologias de virtualização com a proteção do hardware e separando o sistema de autenticação do restante do sistema, eles conseguiram criar uma forma muito mais robusta para comprovar as assinaturas digitais dos aplicativos. Acer, Lenovo, Toshiba e HP são alguns dos fabricantes que oferecem suporte ao Device Guard.