Chrome devorador de bateria

Segundo a Microsoft, o navegador de internet Google Chrome consome a bateria de um notebook quase 70% mais rápido que o Microsoft Edge.

Um vídeo publicado pela gigante de Redmond mostra esse resultado em um comparativo direto, onde participam também duas outras soluções conhecidas no mercado, Firefox e Opera.

 

Como aconteceu o teste?

Como podemos ver, tudo é bem simples. Temos quatro notebooks Surface Book, que são idênticos em tudo, tanto nas especificações como no software e drivers, mas que se diferem exclusivamente no navegador utilizado. Com a bateria totalmente carregada, os portáteis são desconectados da rede elétrica e começam a reproduzir um vídeo, onde nesse teste é possível qualificar como os navegadores são exigentes no consumo de bateria.

O resultado é muito claro: o Chrome é o primeiro a cair, seguido do Firefox, e apenas o Opera consegue um resultado mais próximo ao do Edge. Estes são os resultados de cada um dos navegadores (em horas, minutos e segundos):

  • Chrome: 4:19:50.
  • Firefox: 5:09:30.
  • Opera: 6:18:33.
  • Edge: 7:22:07.

Isso quer dizer que, com o Microsoft Edge, a bateria do notebook durou bem mais fazendo exatamente o mesmo,  o que se traduz em um grande valor a favor do navegador da gigante de Redmond, que recordamos, está especialmente otimizado para funcionar com o Windows 10.

Ou seja, se você tem um equipamento com Windows 10 e pensa em maximizar a vida da bateria para obter uma maior autonomia de uso possível, a primeira coisa que você deve fazer é apostar no Edge como seu navegador principal.

Via The Next Web