Já era uma suspeita geral que os PCs com Windows 8 não estavam vendendo muito bem, e depois da notícia que os dispositivos com o Surface RT estavam tendo vendas “modestas” (palavra usada por Steve Ballmer, que rapidamente foi desmentida pela assessoria de imprensa da própria Microsoft), não é uma surpresa saber que essas suspeitas se confirmaram. Sim, amigos… as vendas de computadores com Windows 8 está em um ritmo mais lento que o esperado (e desejado) pela empresa de Redmond.

Quem confirma isso é o jornalista Paul Thurrott, especializado no mundo Microsoft. Segundo suas “fontes de confiança”, as vendas dos produtos com Windows 8 não estão alcançando as metas estabelecidas pela empresa de Steve Ballmer. Ele vai além: afirma que a própria Microsoft culpa os fabricantes pela sua “incapacidade para entregar” um hardware mais inspirado e de forma mais ampla em um curto espaço de tempo.

E se você ainda precisa de uma confirmação sobre essas declarações, leia essa: Merle McIntosh, vice-presidente sênior de produtos da NewEgg, uma das lojas de informática na internet mais conhecidas dos Estados Unidos, declarou que eles estavam “preparados para uma explosão de novos produtos” depois do lançamento do Windows 8, mas até agora, eles seguem esperando esse momento acontecer. Segundo McIntosh, as vendas do software deverão aumentar durante o segundo trimestre de 2013, que é quando os preços dos produtos tendem a se normalizar.

Sobre o hardware com Windows 8, o executivo disse que eles estão começando a ver um “pequeno, mas consistente aumento” nas vendas dos notebooks, e que a maior disponibilidade de tablets vai se converter em melhores resultados de vendas com o sistema operacional. E esse é um problema facilmente identificável no Windows 8: poucos produtos nas lojas que já contam com o novo sistema operacional.

Ainda estamos na espera de saber quais são os números reais de vendas da Microsoft. A empresa sequer cita as estimativas internas, mas se elas estivessem indo tão bem, é fato que elas já teriam sido ao menos esboçadas. Afinal, todo grande fabricante de tecnologia gosta de mostrar os seus números impressionantes de vendas.