cortana-windows-phone

Pelo visto, podemos esquecer o Siri e/ou o Google Now. De acordo com a Microsoft, o Cortana, seu novo assistente pessoal, é muito mais inteligente que os seus rivais. Apresentado hoje (02) durante a BUILD 2014, o Cortana virá integrado no Windows Phone 8.1, e vai depender (e muito) da eficiência do Bing e da tecnologia de reconhecimento de voz da Microsoft para ser realmente inteligente.

Relacionado à inteligência artificial do computador do game Halo, a Microsoft afirma que o Cortana tem a habilidade de colocar uma maior atenção naquilo que está buscando, assim como nos interesses e locais visitados pelo usuário. Com base nisso, o assistente oferece sugestões de buscas personalizadas, se tornando cada vez mais inteligente conforme o usuário interage com o sistema.

Outra habilidade presente no Cortana é a sua capacidade de buscar e monitorar os seus voos, revisando os seus próximos compromissos e conectando esses dados para apresentar informações vinculadas que podem lhe ser úteis. Por exemplo, o Cortana pode verificar o seu endereço para indicar um restaurante na região. Se necessário, ele pode ligar para o restaurante para que você faça a reserva. Tudo isso, apenas com simples comandos de voz.

Além disso, é possível usar o assistente para as suas tarefas mais típicas, como armazenar notificações no calendário, adicionar contatos, entre outras funcionalidades. A Microsoft espera que o seu assistente pessoal se sobressaia de outras soluções similares em sua capacidade de entender o contexto da tarefa solicitada e/ou gerenciada.

Por exemplo, é possível solicitar tarefas centradas em usuários específicos, como pedir para que o sistema o lembre de perguntar para sua irmã como está o seu cachorro de estimação da próxima vez que você ligar para ela.

Na teoria, o Cortana é suficientemente inteligente para compreender uma grande variedade de perguntas, utilizando uma linguagem mais natural e, ao mesmo tempo, com um grau de complexidade maior. No lugar de ter uma palavra chave para acionar um recurso ou fazer uma pesquisa, o assistente inteligente da Microsoft permite que o usuário simplesmente diga “Facebook, o que – fulan0 – está fazendo?”, e o sistema chamar automaticamente o aplicativo do Facebook, mostrando as mais recentes atividades daquele usuário na rede social.

É tudo muito futurista, mas não se empolgue muito. A Microsoft lembra que o Cortana ainda está em estágio beta, de modo que muitas coisas ainda precisam ser corrigidas. Além disso, ainda padece de confirmação se o sistema estará disponível em português do Brasil quando ele estiver disponível (tudo indica que não).