xbox-one-620-02

Nem tudo são flores nas mudanças promovidas pela Microsoft no Xbox One. Ontem (19), foram anunciadas várias alterações nas políticas de utilização do console, para torná-lo mais competitivo no mercado (principalmente em relação ao PlayStation 4). Porém, quando olhamos para as letras miúdas dessas mudanças, vemos uma alteração não muito destacada pela gigante de Redmond: o fim do compartilhamento de jogos do Xbox One com os familiares.

Por causa do cancelamento do sistema de DRM, algumas das características mais importantes do Xbox One também desapareceram da lista de funções disponíveis para o lançamento. Uma dessas funções é o compartilhamento de jogos com até dez familiares, algo que a Microsoft contava como trunfo para reter os jogadores em sua plataforma, apostando em um menor custo na compra de jogos.

Além disso (e essa foi destacada no texto que publicamos ontem), a possibilidade de rodar os jogos através de uma cópia instalada no console também foi eliminada, fazendo com que o disco fique o tempo todo na bandeja do console para ser executado. Essa é uma característica que pode ser modificada mais adiante, mas vai necessitar de uma atualização de software para se tornar funcional.

Marc Whitten, chefe de produto da divisão do Xbox, declarou que essas mudanças (que na prática equiparam o DRM do Xbox One ao do Xbox 360) também afetarão outros aspectos do console. O executivo acredita que a maioria dos usuários do novo console vão aproveitar mais as suas funções online, e indica que os planos da Microsoft permanecem, na sua maioria, sem mudanças.

 

E a pergunta que fica é: com todas essas mudanças, a sua opinião sobre o Xbox One mudou?

Via