microsoft edge protegendo crianças

A Microsoft atualizou o seu serviço de funções familiares com melhorias para a proteção dos menores. O problema é que foi inserido um “bloqueio de navegadores”, que é polêmico.

Através do controle de funções familiares  (account.microsoft.com/family), o usuário tem um serviço de controle eficiente para o uso em PCs Windows, dispositivos com Windows Phone e consoles Xbox. A última atualização oferece mudanças como configurar vários limites de tempo de tela por dia para os dispositivos das crianças, agregar membros da família, adicionar dinheiro na conta Microsoft do seu filho e fixar limite de gastos e outras melhorias no relatório de atividades, como a notificação sobre quando o seu filho pede permissão para acessar outros sites da web bloqueados.

 

Mudanças polêmicas que podem desagradar

As mudanças nas funções familiares também incluem o que a Microsoft chama de “exploração web mais segura”. A gigante de Redmond se limitava a recomendar os seus próprios navegadores como os mais seguros, mas agora garante que “os navegadores mais populares não contam com filtros web, e para proteger melhor os seus filhos, bloquearemos automaticamente esses navegadores nos seus dispositivos”.

A Microsoft não menciona quais são os navegadores bloqueados, mas falando em popularidade, temos que pensar em Chrome, Safari ou Firefox.

Este é um “jogo sujo” contra os rivais para melhorar a posição do Internet Explorer e do Edge. Hoje o Chrome tem o dobro de cota de mercado do IE e do Edge (este último exclusivo para o Windows 10) juntos.

A Microsoft esclarece que “sempre é possível optar por permitir que seu filho use outros navegadores”, e em uma lista branca da configuração do controle dos pais, é possível escolher os demais navegadores permitidos.

Via The Register