A Microsoft confirmou o lançamento de um programa de caça aos bugs no Windows. A novidade busca melhorar a segurança dos sistemas operacionais, ao mesmo tempo que amplia o programa já vigente no seu navegador Edge e no pacote de escritório Office.

O programa cobre todas as características fundamentais do Windows, e se estende às builds do canal Insider, à Hyper-V e à Windows Defender Application Guard.

A medida é válida por tempo indeterminado, e os especialistas em segurança poderão assim contribuir a melhor a segurança do Windows em troco de uma recompensa por seus esforços.

A Microsoft vai pagar entre US$ 500 e US$ 25 mil pelas vulnerabilidades e erros descobertos. O valor a ser pago depende de uma avaliação da empresa, que determina a gravidade das falhas. Quanto mais grave a vulnerabilidade descoberta, maior será a recompensa.

Caso seja informada uma vulnerabilidade que já foi descoberta internamente pela Microsoft, a recompensa será paga, mas em um valor menor do que se a falha fosse completamente desconhecida.

Nesses casos, a recompensa será de 10% do total que eles poderiam ter obtido. Ou seja, US$ 50 no pior caso, e US$ 2.500 no melhor caso.

 

Via Windows Central