650_1000_keilaniemi

A Microsoft concluiu a compra da Nokia na última sexta-feira (25), processo que começou em setembro de 2013. Isso dá a entender que eles tiveram esse mesmo tempo para pensar como iam se chamar os produtos da nova empresa. Porém, segundo conta a Forbes, a Microsoft não tem nada muito claro nesse aspecto.

A matéria revela que, diante da notícia da conclusão da compra, nada foi dito de concreto sobre as denominações, e que ainda há muito em jogo sobre esse aspecto. Fato é que a Nokia, na sua divisão de serviços e dispositivos, se chama agora Microsoft Mobile (Oy), mas isso não quer dizer que será esse o nome utilizado para o consumidor final.

Alguns veículos de imprensa estão interpretando mal a declaração a seguir:

A Microsoft não vai usar a marca Microsoft Mobile como o novo nome para a Nokia: as marcas Lumia e Asha serão transferidas para a Microsoft, como parte da compra. Os produtos envolvidos seguirão recebendo o suporte da Microsoft. A Nokia vai continuar operando com a sua marca, e a Microsoft licenciou essa marca para usar em smartphones nos próximos dez anos.

A Microsoft Mobile Oy é o nome de uma entidade legal, de mais uma subsidiária do Microsoft Devices Group, tal como acontece com os seus periféricos, com o tablet Surface ou com os videogames Xbox. Sobre a sua relação com os fornecedores de componentes e outras empresas, essa será a sua denominação.

Uma vez compreendido o que é a Microsoft Mobile, podemos interpretar que as denominações dos telefones vão se manter tal e como estão nesse momento. Porém, essa é a minha interpretação, levando em conta o quão associada está a marca Lumia ao Windows Phone.

Dento da família de dispositivos atuais, estamos vendo mudanças na nomenclatura, deixando de lado os números para utilizar os nomes. Um bom exemplo disso é o Nokia Lumia Icon, e os rumores indicam que o Lumia 635 pode se chamar Monarch para a operadora T-Mobile.

Ou seja, depois de tudo isso, resta esperar um pouco para ver o que a Microsoft Mobile nos reserva sobre esse assunto. Quando eles tomarem uma decisão, contaremos para vocês aqui no blog.

Via Forbes