xbox-360

Phil Spencer, principal responsável pela divisão Xbox na Microsoft, anunciou que a empresa encerrou a produção de consoles Xbox 360. Uma mudança importante na estratégia da empresa que, a partir de agora, se centrará na produção do Xbox One e (talvez) de algum modelo melhorado para competir com o quase certo PS4 Neo.

A decisão acontece dez anos depois do lançamento do Xbox 360, console que (nas palavras de Spencer) “ajudou a redefinir uma geração inteira no mundo dos videogames na Microsoft”. O console seguirá vendendo enquanto ainda houver estoque, mas o inventário não será reposto a partir de agora.

Spencer explicou que o fato de fabricar um produto que já tem 10 anos de vida começa a ser algo patente para a empresa. Mas deixar de fabricar os consoles não significa que seus usuários não podem mais utilizar o seu Xbox 360, mas sim que muito provavelmente o suporte e as atualizações tenham data de caducidade, que deve demorar a chegar, já que a própria Microsoft está interessada que todos sigam utilizando a Xbox Live nesses consoles, pagando pelos conteúdos lá disponíveis.

De fato, a retrocompatibilidade que segue melhorando no Xbox One e que permite rodar jogos do Xbox 360 vai estender a vida útil da plataforma, mesmo que o console não seja mais fabricado. Deixar de fabricar o videogame também deixa claro que o foco para os usuários e os desenvolvedores está no Xbox One, que nesse verão será reforçado com o Annivesary Update, aumentando a versatilidade do produto (em certos aspectos quase se tornando um PC, com execução de aplicativos universais).

Via VentureBeatBlog Microsoft