smartphone molhado

Isso é mais comum do que você imagina. Muitos são os casos de smartphones que mergulham na piscina no mar ou no vaso sanitário. Na maioria dos casos, o dispositivo fica danificado ou se transforma em um peso de papel.

Muitos dos leitores já ouviram falar da soluçãp mais habitual para tentar eliminar a umidade de um smartphone: deixar o dispositivo dentro do arroz cru por horas.

Mas esta não é a única alternativa. A seguir, temos algumas dicas na tentativa de tentar salvar seu smartphone da água, além de possíveis reparações ou efeitos na garantia do dispositivo.

 

O mito do arroz salva-vidas

saco de arroz

 

É o mito mais propagado. E tem seu fundo de verdade.

O arroz é absorvente, e muita gente disse que conseguiu salvar o smartphone molhado da morte deixando o mesmo dentro do arroz por 48 horas. Tudo começou com um texto de 2007 com um relato de um repórter do Washington Post que conseguiu salvar o seu BlackBerry depois de um banho acidental.

No mesmo ano, os fóruns do MacRumons aconselhavam o uso do arroz para recuperar dispositivos molhados, mas na verdade, o mito teria nascido em 2000, quando um usuário do Yahoo Respostas recomendou outro usuário que colocar um Nokia 5130 molhado no arroz poderia salva-lo da morte.

Porém, o mito do arroz só chegou tão longe porque é elemento absorvente mais à mão que você pode ter. Areia de gato ou gel de silício também são poderosos absorventes, que podem recuperar um telefone molhado para tentar ressuscitar. Mas, convenhamos: arroz todo mundo tem em casa.

Alguns estudos tentam comprovar a efetividade do arroz e de outras opções. Colocar esponjas molhadas em diferentes materiais mostram que deixar a esponja ao ar livre é o método mais efetivo. Duvido que aconteça o mesmo com os smartphones molhados, já que são materiais completamente diferentes.

 

Outros estudos já mostram que nem deixar o smartphone ao ar livre, nem deixá-lo submerso pelo arroz são opções tão eficazes. Mas quem bancou um desses estudos foi a TekDry, empresa especializada em recuperar telefones molhados. Logo, há um conflito de interesse claro aqui.

Todos os absorventes contam com um efeito limitado. Se a imersão é muito longa ou em água salgada, a corrosão pode aparecer, e não há absorvente que salve nesse caso.

 

De qualquer forma você ainda pode tentar salvar seu smartphone molhado com essa e outras dicas a seguir.

 

O que fazer se o meu smartphone molhou?

smartphone samsung aberto

 

Uma vez que a imensa maioria dos smartphones não são resistentes à água (e o seu fez um mergulho) é muito importante seguir uma série de procedimentos com o objetivo de evitar danos maiores, na tentativa de salvar o dispositivo.

O primeiro de tudo (obviamente) é retirar o telefone da água o quanto antes. Quanto mais tempo submerso, maiores podem ser os seus danos.

Desligue o smartphone para evitar curto-circuitos. Por conta dos possíveis danos, em alguns casos a via tradicional para desligar o dispositivo pode ser algo impossível. Se for preciso extraia a bateria (se possível) ou pressione por alguns segundos o botão liga/desliga no Android, ou o botão Home do iPhone, para forçar um desligamento.

Feito isso, separe todas as peças que podem ser separadas (bateria, cartões de memória, chip da operadora, gavetas de chip, etc) para facilitar a secagem. Seque ao máximo todos os componentes, com a ajuda de uma toalha. NUNCA USE UM SECADOR, pois a água pode entrar ainda mais nas entranhas do smartphone.

Se o smartphone caiu em água salgada, o sal terá um efeito corrosivo imediato se não for eliminado corretamente. Para isso, limpe todos os componentes do smartphone com uma escova embebida em álcool isopropílico.

Uma vez desmontado e secado o smartphone, chegou a hora da paciência.

Seja usando arroz, areia de gato, copos de aveia ou gel de silício, é preciso submergir o smartphone molhado por 48 horas em uma dessas opções, sem usar o dispositivo, para que os elementos absorventes façam o seu trabalho.

Depois de dois dias, monte todas as peças do dispositivo e começa a rezar.

Mesmo se você tirou o smartphone da água com rapidez, nada garante que o resultado será positivo, já que por mais que você seque, a corrosão pode fazer estragos.

 

Há alguma outra solução?

 

 

Além de tentar achar uma solução por conta e risco, algumas empresas garantem ter diferentes métodos para recuperar smartphones molhados, que vão desde uma bolsa com um líquido azul que elimina a umidade (seus criadores afirmam que seu produto ¨é químico, e não mágico”), até máquinas que prometem retirar toda a água do interior do smartphone em apenas 30 minutos, mas com poucos detalhes revelados sobre como fazem isso, usando uma combinação de baixa pressão, calor controlado e grãos para um ambiente seguro para a remoção dos líquidos.

Em todos os casos, o milagre não existe.

Tudo depende do tempo que o smartphone ficou imerso na água, o tipo de água e quanto tempo temos para tentar a recuperação. Se houve curto-circuito ou se a corrosão se fez presente, nenhum método vai salvar de uma custosa reparação, da morte do dispositivo ou da compra de um novo smartphone.

 

Adeus, garantia

smartphone reparacao

Se você conseguiu recuperar o seu smartphone, um único problema persiste: o fim da garantia do fabricante.

Qualquer smartphone conta em seu interior com um elemento no formato de uma cola que muda de cor se o smartphone for molhado, e qualquer serviço de assistência técnica olha isso primeiro quando recebe um smartphone. Aí, não te resta outra alternativa a não ser pagar o conserto, mas isso nem sempre é algo rentável.

Se um smartphone não funciona corretamente depois de molhado, o normal é que a placa principal do dispositivo apresente corrosão ou tenha entrado em curto, algo que só pode ser solucionado com a substituição das peças afetadas. E o preço disso é alto.

Mas sempre é possível encontrar uma disparidade de preços nos locais de manutenção. Por outro lado, o barato pode sair caro. Em um serviço técnico não oficial, é pouco frequente que seja possível reparar a placa principal de um smartphone, e se a reparação utiliza peças não oficiais podemos ter uma solução de curta duração que só vai fazer você perder tempo e dinheiro.

Na realidade, a única solução que é imune até à água é contratar um bom seguro. Diversos serviços podem assegurar um smartphone contra acidentes com líquidos, consertando ou substituindo o dispositivo em caso de acidentes. Mas leia as letras miúdas, pois você pode encontrar casos onde nem todos os tipos de líquidos são cobertos, ou exigem o pagamento de franquias ou ate que a avaria não fica totalmente coberta.