apps

 

Um estudo da Apps Flyer confirma que são pouquíssimos os aplicativos que conseguem reter os usuários dias depois de sua instalação. O interesse cai na primeira semana e, depois de um mês, menos de 5% dos usuários seguem usando os apps de forma regular.

 

 

O verdadeiro objetivo dos apps é fidelizar

 

 

O fato de instalar um aplicativo no smartphone já é uma vitória para os desenvolvedores, mas fato é que a instalação é apenas o primeiro passo. De pouco vale se dias depois o app é esquecido.

Os dados foram coletados durante o terceiro trimestre de 2016, e levaram em consideração mais de 3.5 bilhões de instalações de 5 mil aplicativos diferentes. Os resultados mostram claramente que apenas uma pequena porcentagem segue usando um aplicativo depois da instalação, e o interesse cai com o passar do tempo.

As instalações se dividem em orgânicas e não orgânicas. As orgânicas são as instalações de apps que encontramos naturalmente, e as não orgânicas que aparecem como sugestões ou com algum incentivo para ser instalado.

As orgânicas possuem uma maior taxa de retenção, mas não com uma grande diferença.

No caso do Android, durante o primeiro dia de instalação, um terço dos usuários usa o aplicativo de forma ativa, mas depois de sete dias, apenas 11,6% mantém a prática nas instalações orgânicas, e 9,6% nas não orgânicas. Depois de um mês, os números caem para 4,5% e 3,6% respectivamente.

 

 

Os usuários do iPhone são ainda mais difíceis de fidelizar, mas os números são praticamente os mesmos, com alguns pontos de diferença.

Apesar dos dados não muito animadores, houve uma melhora em relação ao ano passado. O estudo conclui que, ainda que os usuários do Android sejam mais fiéis aos seus apps, os usuários do iOS seguem mais propensos a gastar dinheiro nos apps, inclusive nas compras in-app.

 

Via Apps Flyer