Quase 40 anos depois de sua chegada ao mundo, a Nintendo informa que Mario deixou de ser um encanador. Uma decisão estranha, levando em consideração os quase 200 jogos que ele protagonizou desde 1981.

Segundo Shigeru Miyamoto, criador do personagem, ele o criou como um encanador por conta do primeiro jogo usar as tubulações e encanamentos para deslocamento do personagem. Mas inicialmente ele foi idealizado como um carpinteiro, ideia que não se encaixava com a temática que eles queriam oferecer ao personagem.

A ideia de adicionar um bigode ao personagem era para facilitar o trabalho dos desenvolvedores, para não precisar reproduzir o movimento da boca ou quando adicionava um gorro, dispensando assim a necessidade de animar o movimento do cabelo a cada salto realizado por Mario.

A Nintendo demorou muito para levar Mario para as plataformas móveis, e quando fez isso, Super Mario Run não agradou por conta do elevado preço do game em comparação com outros jogos. Resultado: muitas críticas, pouca arrecadação.

Mas ao menos agora sabemos que Mario é apenas Mario, deixando o ofício de encanador. Até porque ele já foi de tudo no mundo da Nintendo (encanador, bombeiro, piloto de kart, astronauta, médico…).