Seguimos em ritmo acelerado para mostrar mais vazamentos relacionados ao BlackBerry 10. Depois de fotos do produto, vídeos do produto em execução, agora vemos o material que o site CrackBerry recolheu, que são os documentos de treinamento para os funcionários da Research in Motion, que mostra mais um pouco do novo sistema operacional móvel da empresa.

Essa documentação está voltada aos funcionários responsáveis pelas vendas diretas ao público ou via televendas, e seu objetivo é que, com essas informações, esses funcionários saibam identificar como os clientes poderão se beneficiar com as características dos dispositivos, assim como as funcionalidades que os usuários mais podem se interessar.

Desse modo, a RIM parece querer dirigir-se unicamente a três grupos de pessoas: aqueles que estão muito conectados (utilizam redes sociais para manter-se em contato com as pessoas mais importantes de sua vida), os trabalhadores (que usam as funções de organização de agenda e compromissos) e aos usuários multitarefa (basicamente aqueles usuários que passam o dia navegando pela internet e usam o BlackBerry Messenger o tempo todo).

Tudo isso vai permitir que o usuário conheça mais informações sobre o BlackBerry 10. Por exemplo, segundo o documento, no ato do lançamento do sistema, já estarão disponíveis mais de 70 mil aplicativos (não temos que nos esquecer dos esforços realizados pela RIM nesse sentido) e 20 milhões de músicas disponíveis.

Por outro lado, vale destacar dois conceitos que se repetem em diferentes aspectos do smartphone, e que eles fazem referências em diversos pontos desse documento: a fluidez na hora de navegar entre os diferentes aplicativos e a capacidade que os smartphones possuem em “aprender” as preferências de usuário.

O primeiro é possível graças ao BlackBerry Hub, que pode ser acessado a qualquer momento com um simples gesto (arrastar o dedo a partir da parte esquerda da tela). O Hub mostra as últimas mensagens recebidas, com o seu autor e o início do assunto da mensagem. Além disso, quando se recebe um novo e-mail enquanto um vídeo é visto, não aparecerá uma notificação na tela, mas sim, um simples LED notificador se acenderá.

Por sua vez, o processo de “aprendizagem” é algo que já foi visto nos teclados de outros sistemas operacionais móveis (como o Windows Phone 8, por exemplo), mas nesse caso isso se estende a outros aspectos do telefone, como por exemplo, a criação de eventos no calendário. Desse modo, segundo informa o documento, os novos smartphones com BlackBerry 10 serão capazes de observar o comportamento do usuário, compreender o que é mais importante para ele e, assim, filtrar, priorizar e sugerir pessoas ou informações relevantes quando se cria uma nova nota ou atividade.

Tudo isso se soma a outras pequenas melhoras (um navegador mais rápido, fluído e compatível com HTML5 e Flash, câmera com função Time Shift, para escolher melhor a face de cada pessoa nas fotos, entre outros) que fazem que a plataforma pareça muito atraente no papel. Por outro lado, por mais que essas informações ilustrem bem do que o BlackBerry 10 é capaz, teremos que esperar o lançamento oficial para ver como ele se comportam com os dispositivos, e o mais importante: se eles conseguirão chamar a atenção dos usuários.

Clique aqui para acessar a documentação na íntegra.