heartbleed-mobile

De acordo com o pesquisador de segurança Robert David Graham, ainda existem mais de 300 mil servidores ao redor do planeta vulneráveis ao Heartbleed, a falha no OpenSSL detectada no mês passado, e que colocou toda a internet em sinal de alerta.

Em um rastreamento simples dos servidores, Graham encontrou 1.5 milhão que suportam a função OpenSSL que deu lugar à vulnerabilidade. Desses, 318 mil seguem vulneráveis.

Graham não cita os nomes das empresas que são proprietárias desses servidores, mas a grande maioria das grandes empresas de internet, indo de Google até a Yahoo, lançaram parches de segurança poucas horas depois da vulnerabilidade se tornar pública.

Você pode ler os detalhes oferecidos por Graham sobre o assunto, clicando aqui.