macs

 

Fletcher Previn, diretor de um dos departamentos relacionados ao local de trabalho e serviços na IBM, confirmou em recente declaração que equipamentos Macs saem mais baratos que os PCs a médio e longo prazo, algo que pode ser difícil de entender, mas que na prática tem uma explicação bem simples.

É preciso deixar claro que a empresa fala por sua própria experiência, e deram aos seus funcionários a opção de escolherem entre Macs ou PCs para o uso diário, e os resultados compilados mostram que os primeiros são mais rentáveis.

 

 

Espere… não se supõe que os Macs são mais caros?

 

Sim, no geral são. Ao menos se comparados com equipamentos com as mesmas especificações. Mas tal e como acontece com tantas outras coisas desse mundo, o preço de compra não é o único fator importante. É preciso ter em conta a manutenção do produto.

De acordo com a IBM, os PCs precisam mais que o dobro do serviço técnico que os Macs, o que resulta em mais gastos e custos diretos que por sua vez geram gastos indiretos, como perdas de jornadas de trabalho, reduções de produtividade e gastos com o pessoal de TI.

Somados, um PC pode sair até três vezes mais caro que um Mac em um ambiente profissional. A própria IBM fez esse teste, e 90 mil computadores Mac em seus escritórios exigem apenas cinco funcionários para sua manutenção.

As conclusões da IBM são interessantes, e reforçam o coro de muitos profissionais que preferem um Mac para trabalhar, e complementam seu uso com um PC com Windows para o entretenimento, apesar deste ser um tema polêmico, com muitas variantes e particularidades para cada usuário.

Eu sempre usei um PC com Windows para trabalhar, e em muitos casos fiquei com um mesmo computador por três anos ou mais sem manutenção. Durante esse tempo, o máximo que fiz foi reinstalar o Windows.

Nada mal para um notebook que eu utilizava nove horas por dia.

 

Via WCCFTech