macbook pro

 

O Consumer Reports decidiu não recomendar aos seus leitores o MacBook Pro (2016) da Apple. É a primeira vez que um notebook da gigante de Cupertino não recebe essa recomendação.

A análise indica que os novos MacBook Pro oferecem um excelente desempenho e tela de alta qualidade, mas as inconsistências na autonomia de bateria são enormes, e isso afetou a decisão final.

Os três modelos analisados pela Consumer Reports apresentam essa inconsistência, e em grande escala. Por exemplo, o modelo de 13 polegadas com Touch Bar registrou em um primeiro teste 16 horas de bateria, mas no terceiro apenas 3 horas e 45 minutos.

O modelo de 13 polegadas sem Touch Bar registrou 19h30 no primeiro teste, para depois cair para 4h30. Já o modelo de 15 polegadas com Touch Bar passou de 18h30 para apenas 8 horas.

Nos smartphones e notebooks, a autonomia de bateria é boa parte da pontuação final das análises do Consumer Reports, e vendo os resultados, entendemos a não recomendação.

No final da análise, o site informa que compartilhou os resultados e todos os dados com a Apple, para que os mesmos sejam analisados, visando a detecção de algum erro ou problema.

 

Via Consumer Reports