samsung-galaxy-s6-edge

A Samsung informa que no terceiro trimestre de 2015 os seus lucros operacionais cresceram depois de 21 meses de quedas. No total, US$ 6.42 bilhões são de lucros para a Samsung no último trimestre onde a estratégia de redução de preços está funcionando, mas o verdadeiro motor são as duas divisões consideradas vitais para os coreanos.

Segundo a Samsung, houve um aumento significativo nas vendas, mas não de smartphones. Os semicondutores e as telas foram os segmentos que lideraram essa recuperação da empresa. As vendas de múltiplos componentes para outras empresas tinham como objetivo seguir crescendo depois de um grande investimento para uma nova fábrica de semicondutores.

Os smartphones só conseguiram lucros de US$ 2.1 bilhões. É um bom número, se comparado com a marca do ano passado, mas é muito menor que o alcançado no trimestre anterior. Logo, vemos que os modelos mais recentes como o Tab S2, S6 Edge+ ou Note 5 ainda não pegaram no mercado.

Além disso, temos que considerar a redução de preço dos modelos top de linha Galaxy S6 e Galaxy S6 Edge, com o objetivo de impulsionar as vendas. Por outro lado, o movimento também gera a queda de lucros por unidade vendida, e os números não serviram para melhorar os resultados do trimestre anterior.

q3-samsung-smartphones-vendas

No que resta de 2015, não esperamos melhoras nos números da divisão mobile, mas que ainda assim a concorrência terá missão complicada. A Samsung entende que a Apple os fabricantes chineses como suas principais ameaças.

Em 2016, eles esperam seguir crescendo, mesmo com um ritmo menor que nos outro anos. Com a concorrência maior e com produtos de muita qualidade, pouca diferenciação de preços e ofertas agressivas, quem sabe a expansão do Samsung Pay pode ajudar na equação?

Via Samsung