galaxy-s6-01

A Samsung prevê que os seus resultados financeiros para o segundo trimestre de 2015 (entre abril e junho) ficarão abaixo do obtido no mesmo período do ano passado. Os lucros caem em 4% (US$ 6.130 bilhões) se comparados com essa data. Enquanto que as vendas chegaram a US$ 42.5 bilhões, 8.4% a menos que o mesmo período de 2014.

Ou seja, a Samsung não deve cumprir com as expectativas que eles mesmos colocaram no período, abaixo da média de 39 analistas da Thomson Reuters I/B/E/S, que publicaram seus dados recentemente. Neles, os lucros são melhores que nos últimos dois trimestres.

A culpa dessa queda está relacionada aos problemas com a produção e vendas do Samsung Galaxy S6. O modelo não aguentou o duro combate com os novos smartphones da Apple, e os números dos coreanos seguem ainda muito dependentes das vendas do seu principal smartphone, algo que está abaixo das expectativas iniciais.

O grande problema está em cobrir a demanda do Galaxy S6 Edge, que é mais caro e de produção mais complexa. Mesmo assim, é muito provável que as vendas combinadas dos dois modelos se convertam em um novo recorde para a Samsung, que trabalhou duro nos últimos meses para melhorar a sua capacidade de produção.

É esperado que no terceiro trimestre os resultados sejam muito similares, e que o acumulado do ano seja melhor que em 2014. Porém, a queda da cotação da empresa foi inevitável, mesmo se comportando melhor do que as previsões dos analistas.

Normalmente, os números antecipados pela Samsung diferem muito pouco dos seus números finais, mas vale a pena esperar para tirar conclusões definitivas. O relatório financeiro dos coreanos será revelado no final desse mês.

Vale lembrar que um claro indício que as coisas não vão bem para a Samsung é a recente redução de preços nos seus produtos. Em alguns casos, o corte alcançado foi de até R$ 400.

Via Samsung