logo-procon

A Fundação Procon divulgou a lista atualizada de sites não recomendados para compras online. São mais de 400 sites listados desde 2011, quando a lista foi criada.

A lista é baseada nas reclamações dos usuários registradas na entidade. Os clientes relatam as experiências negativas no processo de compra, principalmente nos casos de produtos que não foram entregues. Além disso, a possibilidade de usuários terem os seus dados clonados por alguns desses sites existe, e a lista pode evitar problemas futuros.

Sempre vale o lembrete de, além de evitar a compra nesses sites, o internauta deve realizar uma busca sobre o site que deseja comprar aquele produto com preço reduzido. Em muitos casos, um determinado site pode não estar presente na lista do Procon, mas pode contar com reclamações de outros usuários que eventualmente tiveram problemas no processo de compra.

Para ler a lista completa dos sites não recomendados pelo Procon, clique aqui.