galaxy-note-7-teaser

A Samsung publicou um anúncio em um jornal da Coreia do Sul, explicando que a solução provisória para o problema das baterias defeituosas do Galaxy Note 7 passa por limitar a carga da bateria do dispositivo em 60%. A medida seria efetiva através de uma atualização via OTA a ser lançada em breve.

Desta forma, a energia armazenada na bateria se manteria em um nível seguro, evitando o curto-circuito que provocou as explosões e incêndios em alguns modelos.

A Samsung também informa que o plano de ação para as baterias defeituosas do Galaxy Note 7 foi pensado nos usuários que querem seguir utilizando o dispositivo, ignorando os alertas para que suspendesse o uso do mesmo.

São vários os casos de pessoas que sofreram queimaduras pelas explosões do Note 7, e a Samsung quer evitar mais acidentes, e por isso pensou nessa estratégia temporária, visando a segurança dos clientes.

Foi especulado que a Samsung poderia bloquear remotamente os dispositivos, algo que a empresa desmentiu. Agora, a solução passaria por uma atualização via OTA, trabalhando com as operadoras locais para lançar essa atualização que, em teoria, chegaria aos usuários da Coreia do Sul a partir de 20 de setembro.

Medidas desesperadas

 

galaxy-note-7-teaser-02

 

A decisão é vista por alguns como uma medida desesperada da Samsung, que quer evitar mais acidentes, mas enfrenta clientes que não querem devolver o smartphone. Outros analistas entendem que todos os problemas são a prova que o Note 7 não foi otimizado antes de chegar ao mercado.

O que fica claro é que o Batterygate do Galaxy Note 7 não será esquecido tão cedo, e apesar da rápida resposta da Samsung ao problema, deixa uma mancha em seu currículo, que será bem difícil de ser eliminada.

 

ATUALIZADO EM 21/09/2016 @ 12h50: a assessoria de imprensa da Samsung Brasil entrou em contato com o TargetHD.net, informando o posicionamento oficial da empresa sobre o assunto. A seguir, a nota na íntegra:

“Há pouco mais de uma semana, a Samsung Electronics anunciou um programa global de substituição para o Galaxy Note7 como medida preventiva devido a um problema com a célula da bateria. Desde então, estamos trabalhando arduamente para acelerar o envio dos produtos, a fim de concluir esse programa de troca, minimizando qualquer possível inconveniência para nossos clientes. Na semana passada, entendemos que nossos consumidores estão preocupados e queremos enfatizar a importância da troca do produto. 

“Nossa prioridade número um é a segurança de nossos consumidores. Estamos pedindo aos usuários que desliguem seus Galaxy Note7 e o substituam o mais rápido possível”, disse DJ Koh, presidente global da divisão mobile da Samsung Eletronics. “Estamos acelerando a substituição dos dispositivos para que eles possam ser entregues por meio do programa de troca do modo mais conveniente possível e em conformidade com as regulamentações vigentes. Agradecemos sinceramente a nossos clientes pela compreensão e paciência.” 

Mesmo havendo apenas um pequeno número de incidentes relatados, a Samsung está bastante atenta para oferecer aos clientes o suporte necessário. A Samsung identificou o lote afetado e interrompeu as vendas e remessas desses smartphones. Nós estamos também colaborando com as agências regulatórias nacionais. 

Os clientes que possuem o Galaxy Note7 podem trocar seu aparelho atual por um novo, de acordo com a disponibilidade local. Recomendamos aos usuários do Galaxy Note7 que entrem em contato com o lugar de compra ou liguem para a central de atendimento indicada na região o mais brevemente possível.”