650_1000_light-0

A Rohinni é uma pequena startup que merece o nosso destaque pelo desenvolvimento da Lightpaper, uma superfície tão fina quanto uma folha de papel, que pode ser impressa e inserida em qualquer lugar, emitindo luz.

Por enquanto, eles conseguiram desenvolver o conceito. Agora, eles pensam em como aplicá-lo. Por enquanto, as TVs não estão nos planos da empresa, mas poderia ser uma das aplicações futuras.

Além da sua baixa espessura, a Lightpaper se destaca pelo seu formato de produção. Uma impressora é capaz de combinar a tinta e pequenos LEDs em uma capa condutora. Os diodos contam com o tamanho de um glóbulo vermelho, e se distribuem de forma aleatória sobre o material. Quando uma corrente elétrica passa por ele, a luz é produzida.

Os custos de fabricação (comparados com uma tela OLED) são mais acessíveis, e sua vida útil prometida é de 20 anos, tal como acontece com um LED convencional. Os principais objetivos da Rohinni passam por oferecer soluções para faróis de carros, ou iluminar o logo de um smartphone. Eles afirmam que várias empresas estão trabalhando com eles no desenvolvimento do conceito, mas os nomes não foram revelados.

650_1000_light-1

O principal desafio da empresa é acabar com a distribuição aleatória dos diodos durante o processo de impressão, ordenando-os para que todo o painel impresso se ilumine por igual, sem zonas com menor quantidade de luz. Eles afirmam que no meio do ano que vem começaremos a ver dispositivos com a Lightpaper, mas mais uma vez não revelam quais são esses produtos.

Via Fast Company