O LG Optimus Pad cria um novo padrão para tablets, pois seu display de 8,9 polegadas e design ergonômico permitem que o dispositivo seja facilmente manuseado com uma única mão. Com resolução de imagem Full HD (1080p) e tela widescreen, o aparelho oferece aos usuários um ambiente multimídia envolvente, com exibição de imagens com grande riqueza de detalhes. Opera com a nova plataforma Honeycomb (Android 3.0), otimizada pelo Google para uso em tablets, sendo sua interface adaptada e intuitiva, parecida com a de um PC convencional.

O tablet da LG funciona com processador dual-core Tegra 2 de 1GHz, da NVIDIA, proporcionando performance inigualável e gerenciamento de energia elevado. Além disso, o dispositivo é o primeiro tablet do mundo a vir com câmera 3D integrada, permitindo que seus usuários capturem imagens e vídeos nítidos, os quais podem ser facilmente compartilhados com TVs 3D, por meio de porta HDMI, ou na web, por meio do YouTube 3D (já disponível na versão beta).

O Optimus Pad foi um dos mais procurados durante o LG Digital Experience 2011, logo, o teste foi breve, mas com conclusões iniciais bem definidas. O tablet em si é bem elegante, com linhas sóbrias. Duas coisas que percebi durante os testes. A primeira é que, quando o tablet foi colocado no seu apoio de demonstração, ele simplesmente parou de responder aos toques na tela. Isso é um problema sério, uma vez que, teoricamente, você não pode apoiar o tablet para digitar. A segunda coisa é que o Honeycomb teve um desempenho um tanto quanto “travado”, o que é estranho para um produto que possui um processador NVIDIA Tegra 2 de 1 GHz. Mas acredito que o modelo exposto era para apresentar as funções básicas do produto, e que esses pequenos detalhes sejam corrigidos para a versão final. Não conseguimos fazer testes de produção de material multimídia em 3D (fotos e vídeos), e também não vi nenhum vídeo sendo rodado no aparelho enquanto estava próximo à ele.

Abaixo, fotos tiradas do produto durante o evento.