lg-nexus-4

Agora é oficial. Depois de longos meses de espera, o LG Nexus 4, o mais recente smartphone do Google (podemos dizer isso até o lançamento do Nexus 5) foi lançado oficialmente no Brasil. O produto foi anunciado hoje (27), em um evento realizado pelo Google em sua sede em São Paulo.

O lançamento do modelo era esperado para o LG Digital Experience 2013, evento anual da fabricante sul-coreana, onde o portfólio de produtos para o ano é apresentado para a imprensa. Na ocasião, o Nexus 4 estava listado no portfólio de produtos da empresa, mas não foi anunciado como um lançamento para o mercado nacional. Na época, a justificativa dada por algumas fontes envolvidas com o assunto era que o Google faria um evento específico para o anúncio do smartphone. E assim aconteceu.

O Nexus 4 será produzido no Brasil, pela LG, uma vez que o modelo é a base de projeto do Optimus G, que também está disponível no mercado brasileiro. Em teoria, o Brasil não deve sofrer da falta de unidades no mercado, como outros países que o produto foi ofertado tiveram. Até porque a estratégia de venda do Nexus 4 no Brasil será um pouco diferente dos outros países. Lá fora, o Nexus 4 era oferecido via Google Play, enquanto que no Brasil, o varejo brasileiro vai ofertar o produto para o consumidor.

Recapitulando as principais especificações técnicas do Nexus 4: ele conta com processador quad-core Qualcomm Snapdragon S4 de 1.5 GHz, 2 GB de RAM, GPU Adreno 320 e 16 GB de memória para armazenamento de dados (atenção: o Nexus 4 não conta com slot para cartões microSD). Sua tela de 4.7 polegadas possui resolução HD, e o modelo ainda conta com câmeras frontal e traseira de 1.3 MP e 8 MP, respectivamente. Sua bateria de 2.100 mAh conta com uma autonomia prometida para até 10 horas de conversação.

Um detalhe importante: o Nexus 4 não é compatível com as redes 4G do Brasil, e nem mesmo com aquelas implantadas nos Estados Unidos e na Europa. Esse pode ser um pequeno “calcanhar de Aquiles” para alguns usuários que gostariam de aproveitar toda a capacidade técnica do smartphone com uma rede de dados de alta velocidade. Alguns detalhes do Nexus 4 puderam ser observados mais de perto. Um deles é a sua parte traseira feita de vidro, que é um acabamento bonito, mas que pode representar problemas para os usuários mais “estabanados” (que deixam o celular cair no chão constantemente).

O Nexus 4 vem com o sistema operacional Android 4.2 Jelly Bean em estado puro, sem nenhum tipo de customização. Aqui, temos o Android do jeito que o Google entende como ideal. Alguns recursos interessantes da nova versão:

  • PhotoSpheres (permite fotos panorâmicas em 360 graus)
  • Teclado virtual com suporte a gestos, com o objetivo de acelerar a digitação
  • Compartilhamento de fotos e vídeos com TVs compatíveis com o MiraCast
  • Google Now! (já presente em aparelhos com Android 4.1 no Brasil, como o Motorola RAZR D1)
  • Melhorias gerais no desempenho do hardware, para melhor autonomia de bateria

Outra grande vantagem do Nexus 4 é que, se ele seguir o histórico de atualizações da família Nexus, ele deve receber pelo menos mais duas futuras atualizações do seu sistema operacional, o que garante uma sobrevida maior ao smartphone em relação aos seus concorrentes com o sistema Android.

O Nexus 4 será ofertado no Brasil pelas principais lojas de varejo do país. Já está confirmado em lojas como Ponto Frio, Submarino, Americanas.com e Fast Shop, e também será oferecido pelas principais operadoras de telefonia móvel do país. O preço oficial para o modelo de 16 GB é de R$ 1.699, confirmando assim os rumores publicados no dia de ontem. Desse modo, também se confirma que o smartphone chega ao nosso mercado sem nenhum tipo de subsídio do Google, e com um preço muito acima dos US$ 349 cobrados por ele nos Estados Unidos.

Mesmo assim, ele se apresenta como uma opção competitiva, se comparado com os seus principais adversários no segmento de smartphones top de linha. Afinal de contas, estamos falando com um smartphone com um hardware poderoso, um sistema operacional atualizado, e com um valor menor que a maioria dos seus concorrentes na faixa de preço.