lenovo-thinkpad-8

Em uma carta enviada para a PC World, a Lenovo informa que vai retirar do mercado norte-americano os seus tables com telas inferiores a 10 polegadas com sistema operacional Windows. O motivo? Eles entendem é que a tendência de mercado naquele país seja a volta dos modelos com telas maiores.

É cedo para dizer se o sinal amarelo foi ligado na empresa, mas é um movimento significativo para uma empresa que é uma das maiores fabricantes de informática do mundo. A decisão afeta também outros mercados, e Brasil e Japão são países citados no comunicado.

Vale lembrar que a Microsoft está fazendo um grande esforço para estimular a produção de dispositivos com o sistema Windows com telas de 9 polegadas ou menos. Uma prova disso é a gratuidade das licenças para os fabricantes, visando a redução de custos.

A decisão da Lenovo também levanta uma pergunta: o que aconteceu para o Windows não funcionar tão bem nesses tablets? Talvez a resposta esteja em uma falha de comunicação. Quando se fala em Windows, a maioria das pessoas pensam em PCs, e acreditam que podem ter um PC em miniatura nos tablets, com janelas, ícones pequenos e outros elementos.

Tanto o iOS como Android fizeram um esforço maior para se adaptar às telas menores, e não lembram computadores sem teclado. Lembram tablets mesmo. Além disso, dispositivos com menos de 10 polegadas de tela soam mais como ferramentas de consumo de conteúdo, e não para produtividade.

Via PC World