650_1000_moto_x_pro

A Lenovo quer seguir dando nova vida à Motorola. E o seu próximo destino é a China, onde deve chegar em fevereiro, com uma oferta muito poderosa.

A decisão é curiosa, pois não estava nos planos inciais da Lenovo colocar a Motorola no mercado asiático. Mas ao que tudo indica, na China, vale a pena o investimento, com o objetivo de frear o crescimento da Xiaomi ou Huawei no país.

Para o ano novo chinês, a Motorola vai lançar três smartphones no país. O primeiro é o Moto X Pro, que deve ser uma versão do Nexus 6, com tela de 6 polegadas e especificações de última geração.

650_1000_motovote-2

Também chegarão os conhecidos Moto X e Moto G, todos preparados para as redes LTE chinesas. O retorno acabaria com um hiato de mais de um ano (período em que ficou nas mãos do Google), onde a Motorola não lançou produtos no país asiático.

Se a estratégia funcionar, com uma oferta com identidade bem diferenciada diante daquilo que a Lenovo já oferece, podemos ter um impulso nas vendas, que se estabilizaram bem na segunda metade de 2014. A ideia é recuperar – ou se estabelecer – o quanto antes como a terceira fabricante de smartphones do planeta.

Via Financial TimesMotorola