samsung

O CEO da Samsung e vice-presidente corporativo, Kown Oh-hyun, anunciou a sua demissão de todos os seus cargos. Ele era responsável executivo e representante do conselho administrativo da empresa.

A decisão chega de surpresa, levando em conta que as previsões apontam para um trimestre extraordinário para a Samsung nos seus negócios.

Kwon Oh-hyun não fala de números em uma carta aos funcionários, que revela que pensou por muito tempo nessa decisão, que não foi fácil para ele, mas que não pode mais adiar.

Kwon cita a crise sem precedentes que a Samsung enfrenta, e que chegou a hora da empresa recomeçar, com um novo e jovem espírito de liderança, que responda melhor às mudanças.

A prisão do vice-presidente da Samsung e herdeiro da empresa há menos de dois meses, sob a acusação de corrupção, suborno e tráfico de influências, é parte da “crise de dentro para fora” citada pelo ex-CEO da Samsung.

Será interessante ver o impacto dessa notícia e o vazio de poder nas operações de uma Samsung que, ao menos financeiramente, vai muito bem. É a que mais vende smartphones, e é líder no setor de televisores de SSDs, além de ser uma das principais fornecedoras de componentes móveis do planeta.

Curiosamente, Kwon mencionou que o sucesso atual da Samsung se deve à “decisões e investimentos passados”, o que dá a entender uma certa incapacidade sua para prever as tendências futuras nesse momento.

O executivo chegou na Samsung em 1985, e fez carreira até obter a responsabilidade executiva em 2012.

A Samsung ainda não anunciou o seu sucessor.

 

Via Reuters