É tanta coisa, que nem sei por onde começar. Bom, vamos lá. O grande destaque do evento de hoje (06), realizado pela Amazon, é o lançamento do novo tablet da empresa, o Kindle Fire HD. Disponível em duas versões, de 7 e 8.9 polegadas de tela, o novo modelo se destaca principalmente pela nova resolução de tela (1920 x 12800), novo hardware, e novos recursos que podem fazer com que o produto bata de frente com o Google Nexus 7.

Para começar, vamos falar de forma mais específica sobre o modelo de 8.9 polegadas, que além de contar com 1.9 polegada a mais, possui uma tela LCD IPS, que trabalha a 254 PPI. Uma das propriedades interessante dessa nova tela é que a mesma foi construída de modo que não passe ar entre o display e vidro frontal da tela. Desse modo, as imagens são mais claras, e com o menor reflexo possível. E essa é uma grande vantagem na hora de utilizar o produto em ambientes muito iluminados, ou na hora de ver vídeos deitado na cama, que é quando normalmente o tablet fica em uma posição mais desfavorável.

O Kindle Fire HD possui um processador dual-core da Texas Instruments (OMAP 4 – 4470), que segundo a Amazon “é melhor que o NVIDIA Tegra 3” (cutucando o Google e o Nexus 7 aqui). Bom, só saberemos disso quando testarmos o tablet na prática (ou  quando alguém á fora testar o produto, em um hands-on).

Os novos tablets contam com alto-falantes estéreo, o que já é uma vantagem em relação aos demais tablets do mercado. Corajoso como sempre, Jeff Bezos e a Amazon aqui cutucaram a Apple e o seu iPad, que só conta com um mísero alto-falante. A parte de som do Kindle Fire HD trabalha com a tecnologia Dolby Digital Plus sound, que foi demostrada durante o evento.

O produto também conta com uma antena dual-band (2.4 GHz e 5.0 GHz), para uma ação mais rápida e prática do WiFi, além da tecnologia MIMO-MIMO, que por enquanto, possui um número muito pequeno de equipamentos de última geração compatíveis, mas é outro diferencial que o iPad 3 e o Nexus 7 não possui. Além disso, a Amazon afirma que, com esse conjunto de fatores e tecnologias, eles podem oferecer ao usuário “o WiFi mais rápido entre os tablets disponíveis no mercado”. Será?

Especificações: Kindle Fire HD

– tela de 7 ou 8.9 polegadas
– sistema operacional Android 4.0 Ice Cream Sandwich
– processador dual-core TI OMAP 4470
– 16 ou 32 GB de armazenamento
– câmera frontal com resolução HD
– som Dolby Digital Plus
– WiFi com suporte dual antenna (2.4 GHz e 5.0 GHz), para uma maior performance
– conectividade 4G LTE (em modelo específico)
– aplicativos do Skype e Facebook personalizados.

Preços: o Kindle Fire HD de 7 polegadas chega ao mercado pelo preço inicial de US$ 199, com chegada ao mercado no dia 14 de setembro. O modelo de 8.9 polegadas tem preço inicial de US$ 299, e chega ao mercado no dia 20 de novembro. A versão top, com 32 GB e 4G LTE vai custar US$ 499, e se comparado ao iPad, que custa US$ 729, ainda é um bom negócio (se levarmos em conta o objetivo que o Kindle Fire HD possui, que é entretenimento e leitura de livros e revistas eletrônicas).

Além disso, por US$ 50 por ano, os usuários poderão utilizar um pacote de dados de 250 MB/mês, além de um espaço para armazenamento de 20 GB na nuvem da Amazon. Realmente, é uma das ofertas mais agressivas que já vi.

É a Amazon chutando bundas (desculpe a expressão, mas é bem oportuna).

Via SlashGear, CNET, IntoMobile